• (11) 94371-0022

7 dicas para melhor o fluxo de caixa da sua academia

O fluxo de caixa é essencial para qualquer empresa, inclusive para sua academia. Se você olhar apenas para o dinheiro que entra, pode ter uma ideia errada da saúde financeira do seu negócio. O fluxo de caixa serve justamente para que você tenha maior controle sobre as finanças da sua empresa e que assim, possa melhorar a cada dia.

Por exemplo, em um determinado período, especialmente na época do verão, você tem uma grande quantidade de matrículas. Isso pode fazer você gastar mais do que realmente pode se o fluxo de caixa não for feito da forma correta ou mesmo se você não tiver o hábito de fazê-lo.

Quer saber como fazer um bom fluxo de caixa para sua academia? Então veja as 7 dicas que separamos abaixo para ajudá-lo!

 

 

Dicas para melhorar o seu fluxo de caixa

1. Verifique todos os dias

O fluxo de caixa é algo que deve ser acompanhado de perto e que o máximo de frequência possível, portanto, fazer isso todos os dias é essencial para mantê-lo em dia. Esse hábito é muito importante, pois ajuda a evitar surpresas desagradáveis e você pode se organizar melhor para investir, por exemplo, na compra de novos aparelhos.

 

 

2. Pense em curto, médio e longo prazo

Com um fluxo de caixa fica mais fácil fazer uma projeção anual de curto, médio e longo prazo. Assim, você consegue se preparar, por exemplo, para as sazonalidades. Fazer uma promoção em épocas que não têm muito fluxo de alunos pode ser uma excelente opção. Com os dados em mãos, é possível determinar de quanto será o desconto na matrícula e quais as condições mais favoráveis para o seu negócio.

 

 

3. Analise o capital de giro

O capital de giro é algo essencial para qualquer negócio e ele precisa existir desde o primeiro dia de abertura da academia para conseguir se manter no mercado. Fique de olho no capital de giro, se ele está compatível com o que foi projetado. Caso isso não seja a sua realidade, é bom avaliar o fluxo de caixa e ver se os lucros com as matrículas estão de acordo com as necessidades do seu negócio.

 

 

4. Determine os padrões dos clientes

Para fazer um bom fluxo de caixa é preciso entender um pouco mais sobre os seus clientes: quem são eles, o que eles procuram no seu negócio, quais soluções precisam, entre outras variáveis. Isso o ajudará a identificar qual é o caminho mais vantajoso e a qualificar melhor o seu público-alvo.

Além disso, tenha cuidado na hora da matrícula com a questão da inadimplência. Certifique-se de que o pagamento seja realizado antes do serviço ser oferecido, assim, a organização financeira da empresa e dos seus planos encontram melhores resultados.

 

 

5. Tenha um planejamento

Não adianta muito fazer o fluxo de caixa se você não tem um planejamento e não estabelece metas. Os números do fluxo não vão representar nada se você não tiver estabelecido um plano a ser seguido. Como saber se os lucros estão compatíveis com o esperado se nada é esperado? Se não há um valor determinado? Impossível.

Portanto, foque no planejamento das suas finanças e use o fluxo de caixa para ajudá-lo a seguir o caminho do seu negócio da melhor forma possível e com metas estabelecidas. Afinal de contas, quando não se sabe para onde vai, qualquer caminho é válido.

 

 

6. Divida em categorias

Já ouviu a expressão “dividir para conquistar”? Pois bem, a ideia aqui é exatamente essa: dividir o fluxo de caixa em categorias pode ser uma maneira mais fácil de fazê-lo sem grandes complicações. É também uma maneira melhor de identificar os gargalos do seu negócio de onde ele vem.

Por exemplo, depois de fazer o fluxo de caixa de todos os setores e perceber que no setor de marketing as metas não foram alcançadas, você saberá exatamente em que ponto está o problema e como resolvê-lo de forma mais efetiva.

 

 

7. Seja realista

Você só conseguirá ser realista em relação ao seu negócio quando estiver com todos os dados financeiros em mãos. Só então será possível saber quanto você pode investir no setor de marketing, quando pode dar uma promoção, quantos dias gratuitos pode oferecer como experiência para um novo aluno, quantos aparelhos novos pode comprar e assim por diante. O fluxo ajuda-o a deixá-lo com os pés no chão.

 

Uma forma muito eficiente de fazer o seu fluxo de caixa e conseguir os dados necessários por meio dele é contratando uma empresa especialista no assunto. Você pode contratar uma consultoria com diversos serviços como determinação de preços e de serviços, análise de projeção de crescimento, treinamento de equipe e muito mais.

 

 

Para ajudá-lo nessa tarefa, você pode baixar a nossa Planilha Fluxo de Caixa para Academias. Nela você poderá inserir as informações do seu negócio sem complicações!  


Relacionados

Uma Nova ótica sobre crise

Uma Nova ótica sobre crise

Homenagem da Acade ao Dia do Profissional de Educação Física

Homenagem da Acade ao Dia do Profissional de Educação Física

Infográfico Gestão de Academias

Infográfico Gestão de Academias